Preço da soja cai forte no Brasil

Publicado em 3 de janeiro de 2018

As cotações da soja tiveram na terça-feira (02.01) um dia de fortes perdas nos preços no mercado físico brasileiro, sem correspondência com o viés altista da Bolsa de Chicago (CBOT). De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, em média os preços desceram 1,21% no interior e 0,98% nos portos.

O analista Luiz Fernando Pacheco sustenta que o fator de pressão foi a forte queda do Dólar frente ao Real. Ele ressalta que, por outro lado, os prêmios de exportação para a soja em grão, no Brasil, continuam subindo. O prêmio para fevereiro (por exemplo), que havia caído 10 cents/bushel, voltou a recuperá-los nesta segunda-feira – o mesmo ocorrido para o prêmio de março.

FUNDAMENTOS

Segundo a Consultoria AgResource, nos mapas climáticos atualizados na tarde de ontem, as chuvas para a Argentina e o Extremo Sul do Brasil nos próximos 10 dias retraem com grande significância, especialmente para o período de 7-12 de janeiro. Anteriormente, uma rodada de chuvas de 20-30mm era prevista para chegar nas tais regiões citadas, por volta do dia 11. No entanto, de acordo com que os mapas eram atualizados, tais precipitações se retraíram e parecem atrasar de 2-3 dias.

“As previsões possuem grande divergência, diminuindo a confiança. Além do mais, assim como ressaltado pela ARC, com a presença do La Niña em janeiro, as projeções meteorológicas tenderiam para um cenário mais árido sobre a Argentina e o Rio Grande do Sul. Uma nova rodada de precipitações generalizadas só deverá regar os solos argentinos por volta do dia 15 de janeiro. O cenário não é agradável para os produtores da região”, apontam os analistas.

AgroLink


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .