Grãos fecham mais uma semana em alta e soja chega a R$ 80/saca em Paranaguá

Publicado em 16 de julho de 2012

A semana termina com as cotações dos grãos no campo positivo na Bolsa de Chicago. Nesta sexta-feira, a soja mais uma vez liderou os ganhos e encerrou o dia com altas superiores a 20 pontos nos principais vencimentos. O contrato agosto fechou a US$ 15,94. O trigo e o milho chegaram a operar com bom avanço, porém, ao longo da sessão, foram devolvendo os ganhos e terminaram os negócios com ligeiras altas.

O clima continua quente e seco nos Estados Unidos e esse ainda é o principal fator de sustentação do mercado. “As temperaturas estão muito altas no coração do cinturão produtor”, disse Carlos Cogo, analista de mercado da Consultoria Agroeconômica.

Os EUA sofrem com a pior estiagem desde 1988 e as consequências desse tempo desfavorável têm incentivado o rali dos preços não só no mercado internacional, como no mercado interno brasileiro. Nesta sexta-feira (13), foram registrados negócios com a saca de soja valendo R$ 80,50, o maior preço de todos os tempos.

Na última quarta-feira (11), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), confirmando as perdas causadas pelo calor intenso e pela falta de chuvas, reduziu suas estimativas para a safra de soja e milho dos Estados Unidos e também o índice de produtividade de suas lavouras. Os cortes foram históricos para um relatório de julho e impulsionaram ainda mais os preços.

“não se deixem enganar por correções temporárias de um mercado ainda altista”…

Por Pedro Dejneka

No comentário de quarta, escrevi o seguinte:

A tendência de médio prazo ainda é de alta, pois o clima não se estabilizou ainda nos EUA e temos de ter provas de que a redução de demanda que o USDA mostrou hoje é real, nas próximas semanas/meses. Muita cautela e não deixem-se enganar por correções temporárias de um mercado ainda altista.

Fonte: Notícias Agrícolas


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .