Algodão poderá precisar do Governo

Publicado em 29 de maio de 2012

Há dois anos sem ajuda do Governo, a comercialização de algodão deve ter de recorrer a subsídios para fechar no azul. A colheita está começando e metade das 2 milhões de toneladas esperadas entrará no mercado com preços, em média, 25% mais baixos do que há um ano e muito próximos do custo de produção. O Ministério da Agricultura já se prepara para uma eventual ajuda na comercialização. “Estamos conversando com a Fazenda [Ministério]”, afirmou o coordenador geral da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Silvio Farnese. “O câmbio, hoje acima de R$ 2, pode ser um aliado para manter a rentabilidade do algodão sem interferência do Governo. Mas o ponto-chave está no comportamento da China enquanto comprador da pluma”, avalia. Neste momento é pico de entressafra no Brasil e o preço interno está girando em R$ 1,5901 a libra-peso (Cepea/Esalq, dia 22), queda de 2,5% no ano. Com a entrada da safra brasileira, novamente recorde, o receio é de que as cotações internas despenquem para níveis abaixo do custo médio de produção, estimado pela Abrapa em R$ 1,50 a libra-peso.
Fonte: Valor Econômico


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .