Grãos: Mercado testa recuperação e fecha semana com leve alta

Publicado em 29 de dezembro de 2012

A soja fechou a sessão desta sexta-feira (28) em alta na Bolsa de Chicago. Os dois últimos pregões foram de realização de lucros e, com isso, as cotações tentaram uma recuperação neste pregão. Os futuros do óleo e do farelo de soja também terminaram o dia do lado positivo da tabela.

O principal motivo que estimulou a retomada dos preços foi a boa demanda pelo produto norte-americano. Nesta sexta, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 165 mil toneladas de soja para a China a serem entregues na temporada 2012/13.

Paralelamente, há ainda o suporte vindo dos fundamentos ainda positivos. Ao mesmo tempo em que a demanda é bastante aquecida no cenário mundial, os tempos ainda são de oferta escassa e estoques historicamente baixos. A esperança vem da safra que, em poucos meses, chegará da América do Sul.

Há algumas incertezas ainda sobre o potencial da colheita sulamericana. Sobre o Brasil, as expectativas são muito boas já que as condições climáticas, em linhas gerais, são muito favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Já na Argentina, o clima ainda se mostra ligeiramente adverso e as chuvas excessivas comprometeram o plantio do ciclo 2012/13.

Assim como a soja, milho e trigo fecharam o pregão em alta. Os ganhos foram menos expressivos, porém, também exibiram uma tentativa de recuperação dos contratos mais negociados em Chicago. Uma melhora na demanda pelos grãos norte-americanos também influenciaram a alta.

Argentina – De acordo com a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, cerca de 1 milhão de hectares foram afetados pelas chuvas excessivas, atrasando a colheita do trigo em 11% e o plantio do milho em 5% em relação à temporada anterior.

Fonte: Notícias Agrícolas


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .