Soja: Produção de 2013 sob alto risco

Publicado em 5 de setembro de 2012

Tenho larga experiência nesses assuntos de sementes não aprovadas em certos destinos da soja brasileira. Participei do projeto de implantação da soja transgênica no Brasil e participei dos desenvolvimentos da aprovação da Roundup ready, pelo serviço fitossanitário Chines, mais conhecido como Quarentena. Na mesma ocasião ainda discuti com a Monsanto os termos de aprovação do certificado a ser por eles emitido para cobertura da soja embarcada com destino China.

Enquanto se discutia a aprovação da implantação ou permissão para plantar soja transgênica no Rio Grande do Sul no ano de 2003, os produtores produziram 2 planteis de sementes, sendo 1 de sementes convencional e outro de sementes transgênicas, para o caso de aprovação pelas autoridades brasileiras, como realmente aconteceu.

Naquela época, as sementes eram tratadas antecipadamente e eram coloridas de vermelho, que acusava proibição de utilização em qualquer circunstancia. Quando essas sementes não são utilizadas é obrigada sua incineração, inclusive sob fiscalização do Ministério da Agricultura.

Fato contínuo, houve uma mistura das sementes de soja tratada na soja comercial que ficou conhecido como o caso da ´Soja Vermelha`, cuja tolerância de utilização no Brasil e qualquer outra agricultura em outros países é ´ZERO`. O que significa que os outros países adotam a mesma classificação do país de origem, desde que, se a semente tratada era condenada para utilização no Brasil por ser considerada prejudicial à saúde, certamente outros países, neste caso a China, também recusariam a utilização ou recebimento da mesma em seu País.

Por amostragem, especialistas na época, calcularam que o total das sementes tratadas misturadas na soja comercial, equivaleu a cerca de 80.000 toneladas. A justificativa também foi razoável, com o preço da soja a cerca de u$ 300.00 por tonelada, equivaleria ao valor total de us$ 24.000.000.- ( vinte e quatro milhões de dólares).

Havia comprado 10 navios de soja para meus principais, e tive que ficar no centro do episódio conhecido ´olho do furacão`, pelos esforços que precisamos desenvolver para não trazer prejuízos para os agricultores do Rio Grande do Sul. Depois de muita discussão entre o Brasil e a China, finalmente chegamos a um acordo formal que a soja seria embarcada mas precisaria de ´higienização` no destino. Estabeleceu-se um critério limite de números de sementes tratadas por quilo de soja, ultrapassando este limite a carga seria rejeitada.

Para ficar dentro do limite, o processo constituía-se em catar manualmente, o máximo de sementes Vermelhas que ficavam na superfície da boca dos porões dos navios. Depois fazíamos uma escala em Hong Kong, onde passava pelo mesmo processo com verdadeiros esquadrões de pessoas empregadas para Catar os grãos vermelhos. Finalmente na descarga desses navios na China, fazíamos a catação final, quando chegamos ter até 1.000 (hum mil) chineses nesse trabalho de higienização da soja.

É lógico que houve uma derrocada nos preços internacionais da soja, mas posso garantir que nossa empresa pagou o preço contratado para toda as cargas compradas, inclusive com diferenças de preços de mais de us$ 140,00 por tonelada.

Sementes tratadas ou variedades não aprovados pelo país importador é considerada ´FRAUDE`, inclusive nosso país dispensa o mesmo tratamento para situações semelhantes.

Para os tratados internacionais, existe clausula de ´tolerância`, mas apenas serve para cobrir fatos esporádicos ou únicos, e sendo identificado como ´erro involuntário` ou ´sabotagem`.

Agora assisto, como muita apreensão, a polêmica que está se desenvolvendo com a variedade de semente ´INTACTA´, que ainda não foi aprovada pela China, situação esta que decididamente oferece altíssimo risco para a agricultura brasileira.

Enganam-se os que pensam que o serviço de ´QUARENTENA` chinesa vai aceitar em algum tempo soja não aprovada, porque a China precisa importar soja para atender seu suprimento interno. Sou grande conhecedor de gestão do governo chinês e sei muito bem qual o comportamento deles em situações semelhantes.

Fonte: Notícias Agrícolas // Liones Severo


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .