CBOT: Soja fecha o dia com boas altas. Milho e trigo recuam

Publicado em 6 de junho de 2012

Apesar de ter sido marcada por uma forte volatilidade, a terça-feira foi de recuperação para os preços da soja no mercado internacional, principalmente nas posições de curto prazo. No pregão de hoje, os vencimentos mais próximos fecharam com altas de dois dígitos na Bolsa de Chicago. O contrato julho/12 terminou os negócios cotado a US$ 13,56 por bushel, subindo 16 pontos.

Analistas afirmam que o impulso para o mercado veio do cenário que indica, a longo prazo, uma oferta ainda apertada da oleaginosa nos Estados Unidos, mesmo com condições favoráveis de clima contribuindo para o bom desenvolvimento das lavouras no país. Paralelamente, a melhora do humor do mercado financeiro também atuou como fator de sustentação para os preços.

Segundo Flávio França, analista de mercado da agência Safras & Mercado, o percentual de 65% de lavouras em condições boas ou excelentes reportados ontem pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) decepcionou o mercado, que esparava índices maiores. Isso acabou, portanto, incentivando a escalada dos preços.

Além disso, nesta terça-feira, a Oil World divulgou um relatório afirmando que a recente queda registrada pelos preços da soja no último mês deverá oferecer uma oportunidade de compra aos consumidores, haja visto que a projeção para a demanda pelos grãos norte-americanos é bastante grande no intervalo entre setembro e fevereiro. Este movimento também poderia incentivar uma recuperação das cotações.

Em maio, os futuros da soja recuaram 11% na Bolsa de Chicago, a maior queda mensal desde setembro último, quando o mercado sentiu a pressão das boas expectativas para uma safra maior nos EUA. “O recuo dos preços maio agora representa uma oportunidade de compra para os consumidores”, disse a Oil World.

Milho e trigo – Ao contrário da soja, o milho e o trigo tiveram uma terça-feira bastante negativa. O bom desenvolvimento das lavouras dos grãos nos Estados Unidos na safra 12/13 seguem como principal fator de pressão para os preços no mercado internacional. Ambas as commodities encerraram o pregão de hoje registrando expressivas baixas.
Fonte: Notícias Agrícolas


Assist Consultoria | Todos Direitos Reservados

Avenida Brasília, 2711 - (66) 3419 1007 - Campo Real CEP 78840-000 - Campo Verde - MT

. .